Florais de Bach potencializam o Coaching

Alguma vez você pensou ou se perguntou se haveria alguma possibilidade dos Florais de Bach potencializarem o Coaching? Para responder a esta pergunta, vou inicialmente esclarecer quem é o Dr. Bach, como os Florais de Bach funcionam e como um coachee pode se beneficiar do uso dos florais, durante o processo de coaching.

Breve resumo do Dr. Bach e os Florais de Bach

Dr. Bach

O Dr. Edward Bach viveu entre 1886 e 1936, tendo sido diplomado como médico pela University College Hospital (UCH) em Londres, Inglaterra, no ano de 1912. Além disso ele obteve também os títulos de Patologista e Bacteriologista e tornou-se médico homeopata. Ele desenvolveu as famosas vacinas orais: os Sete Nosódios de Bach para purificar o intestino.

Sua saúde sempre foi frágil. Chegou a ser desenganado após uma cirurgia, quando já era médico formado. Só que o Dr. Bach tinha um propósito maior. Assim que se recuperou minimamente, ele se dedicou de corpo e alma aos seus estudos,  esquecendo-se totalmente de sua doença. Ele viveu mais uns 20 anos, até completar sua missão.

Dr. Bach buscava um método simples e após um “insight” (sacada) notou que as pessoas pertenciam a tipos diferentes. Ele observou então, que as pessoas de um mesmo tipo respondiam à doença de uma maneira muito semelhante dentro de um grupo do mesmo tipo. Pouco tempo depois ele descobriu as duas primeiras essências derivadas das flores Mimulus e Impatiens preparadas inicialmente como vacinas orais.

Após fechar sua clínica e laboratório, ao caminhar certa manhã pelo campo e observar o orvalho nas plantas sendo aquecido pelo sol, ele desenvolveu um método de preparação dos florais usando apenas água pura. Assim, ele havia descoberto o sistema simples de cura que tanto almejava: fácil de entender sua indicação e utilização.

Ao longo dos anos foi descobrindo as outras essências. Ele faleceu pouco tempo depois de descobrir a última essência, completando a sua obra.

O Sistema de Florais de Bach

Para o Dr. Bach a doença é o resultado do desequilíbrio ou conflito entre o nosso corpo, mente, sentimento e a nossa essência, nosso ser espiritual.

O sistema é composto de 38 essências, diluídas em água, derivadas de flores, plantas e arbustos e o Rescue, para situações de emergência. Elas são usadas em diversas combinações, conforme as queixas emocionais relatadas pelos clientes.

As essências tratam estados emocionais e sentimentos e não tratam doenças. A terapia com florais constitui um tratamento complementar e eles não são tóxicos podendo ser utilizados com qualquer medicação e não criam dependência, nem tem efeitos colaterais.

Resumindo, os florais atuam na alma.

Aqui vai um Alerta:

Os florais não substituem nenhum tratamento médico alopático, homeopático, psiquiátrico ou psicológico.

Os Florais de Bach potencializam o processo de Coaching

Muitas das qualidades e habilidades necessárias ao desenvolvimento de um bom processo de coaching também são necessários no atendimento dos florais.

Os Florais de Bach são um sistema de autocura, que pode ser usado tanto para situações passageiras, como para questões mais profundas. Através dos florais o cliente poderá desenvolver uma consciência plena de seu mundo interior, assim como do mundo exterior.

Um Practitioner ensina como os Florais de Bach podem ajudá-lo a desenvolver o entendimento de que com o uso dos florais ele pode alcançar uma sensação de profundo bem-estar.

Através das sessões de coaching e com o uso adequado das ferramentas, o coachee também trabalha para se conhecer melhor, suas fortalezas e suas dificuldades. Sem o aprofundamento do autoconhecimento fica muito mais difícil o coachee atingir seu objetivo. Ele precisa conhecer e ter ciência de suas crenças, valores e em especial o que sabota o seu progresso.

Como os florais são eficientes no coaching?

É exatamente nos sabotadores que os florais podem auxiliar o coachee. Os florais são como gotas de luz que inundam o nosso sistema, reestabelecendo o equilíbrio. O Dr. Bach dizia que as essências são ferramentas suaves para nos ajudar a superar nossas dificuldades. Conforme vamos trabalhando com elas, aumentamos a nossa intuição inata e ouvindo mais nosso Eu Superior.

Vou dar um exemplo: Imagine uma cebola. A medida que o cliente vai fazendo uso dos florais, ele começa a descascar camadas ou dificuldades emocionais. Camadas essas, que vão se sobrepondo ao problema real, ampliando a autopercepção e o autoconhecimento.

No uso de florais o cliente é responsável pela sua evolução e melhora, Da mesma forma, o coachee tem que estar comprometido com o processo a fim de alcançar o estado desejado.

Daí o motivo pelo qual defendo o uso dos florais em um processo de coaching, para permitir que o coachee tenha resultados ainda mais extraordinários e de longa duração.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *