Será que crítica é engolir sapo?

A palavra crítica costuma ter uma conotação “pesada”, como algo ruim de ser recebido e tende a colocar a pessoa que recebe a crítica “na defensiva”. É claro que existem “críticas” e “criticas”. Então, será que você sabe lidar com a crítica? O que significa crítica para você? Será que crítica é engolir sapo?

O que é crítica?

Veja só que interessante, o Dicionário Aurélio define a palavra “crítica”: 1. Arte ou faculdade de julgar produções ou manifestações de caráter intelectual…, 4. A arte de criticar ou censurar; 6. Julgamento ou apreciação desfavorável. E, se você pensar bem, saber criticar é realmente uma arte.

O modo como expressamos a crítica faz toda a diferença para quem a recebe.

Críticas construtivas

Como você reage às críticas, especialmente àquelas que são construtivas? Entende-se por crítica construtiva aquela que é feita com uma intenção positiva, que procura apontar pontos de melhoria na pessoa. Você tende a ficar na defensiva ou você consegue recebe-las com uma atitude de aprendizado, de reflexão e oportunidade de crescimento pessoal?

No ambiente de trabalho é bastante usual recebermos “feedback”, a devolutiva da qualidade da execução de nossas tarefas, da mesma forma que somos incentivados a avaliar o nosso desempenho.

Nos relacionamentos pessoais também costumamos receber e dar “toques” nas pessoas de atitudes que aprovamos e daquelas que não gostamos.

A crítica construtiva é importante para nós, pois ela vai nos apontando onde podemos focar o nosso desenvolvimento e nos aprimoramos e até corrigir comportamentos inadequados ou que magoam as outras pessoas, sem muitas vezes termos consciência disto.

Se as pessoas não expressam àquilo que as magoa, com o passar do tempo elas tendem em um momento a qualquer a ter uma explosão de raiva e ficamos sem entender o que algo tão pequeno possa ter provocado uma reação tão grande. É importante não ficar engolindo sapos e ir se colocando para as outras pessoas.

Críticas destrutivas

A crítica destrutiva é aquela que tem a intenção “oculta” de ferir ou desqualificar a outra pessoa. São aquelas expressadas de maneira grosseira, sem qualquer tato, carregadas de uma carga negativa.

É bom ter em mente que nem sempre a suposta crítica negativa tinha uma intenção de ferir, pois as pessoas são mais ou menos sensíveis a ela. O conteúdo da crítica precisa ser levado em consideração, já que diferenças culturais influenciam como as críticas são realizadas.

Inteligência emocional

Ao receber qualquer tipo de crítica, quer seja construtiva, quer seja destrutiva, tenha uma atitude de equilíbrio emocional. Analise o conteúdo do crítica, veja se é ou não procedente. Se foi feita com a intenção deliberada de ferir, compreenda que antes de mais nada a pessoa está despejando a raiva dela em cima de você e que tem muito menos a ver com o seu erro, do que com o descontrole dela e simplesmente não a aceite.

Critique de forma assertiva

É inevitável que você também julgue e critique outras pessoas no seu ambiente profissional, pessoal ou familiar. Escolha um momento em que você esteja tranquilo, fale com a outra pessoa em local reservado de um modo calmo, mostrando o erro, mas sem desqualifica-la.

 

foto: Ryan McGuire l gratisography.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *